Branding Pessoal

Está na hora de você aprender coisas importantes com as grandes marcas. É uma lição válida para qualquer pessoa interessada em saber o que é preciso para se destacar e prosperar no novo mundo do trabalho.

Os tempos mudaram e você decide o que fazer com ele! A partir de hoje te convido a pensar diferente! Em se ver de um modo diferente. Você não é um simples funcionário, não é membro da equipe, não é empregado, colaborador. Esqueça todas essas generalidades. Você não pertence a vida toda a nenhuma empresa e não desempenha nenhuma “função” para sempre. Você não se define pelo nome do seu cargo, nem se limita pela descrição do trabalho que faz.

A partir de hoje quero que olhe para si como se fosse uma uma grande marca. Pode ser a que você mais gosta! Mas pense em uma grande potência. Faça o exercício de olhar para si mesmo como uma grande marca. Para começar a pensar como o gerente de sua própria marca favorita, faça a você mesmo a mesmo a pergunta que se fazem os gerentes de marca da Nike ou Coca-Cola: o que meu produto ou serviço faz que o diferencia dos outros? 

Comece por identificar as qualidades ou características que diferenciam você de todas as pessoas que você se relaciona, seus concorrentes. Depois expanda isso para o seu público-alvo. Questione-se sobre o que você tem feito ultimamente, por exemplo, para se destacar das pessoas que oferecem a mesma coisa que você? Qual seria, segundo seus colegas ou clientes, seu maior ponto forte? Qual sua qualidade pessoal mais valorizada pelo seu público?

Volte à comparação entre a marca Você e a marca X, essa é a abordagem adotada pelas grandes empresas quando vão gerenciar uma marca. O modelo que elas usam é a “característica/beneficio": cada característica que oferecem em seu produto ou serviço rende a seus clientes ou consumidores um benefício identificável e distinguível.

Então, qual é o modelo "característica/beneficio" que oferece a marca chamada Você? Você é pontual? As pessoas que se relacionam com você se sentem confortáveis? Você se comunica bem? Você consegue transmitir o que faz com segurança? Você resolve os problemas antes que eles se transformem em crises? Seu cliente poupa dinheiro e dor de cabeça pelo simples fato de contar com você? Você sempre completa seus projetos dentro do orçamento previsto?

O conceito de branding implica, portanto, uma transferência de conhecimento do campo organizacional - marketing, comunicação corporativa, marca etc. - à gestão de profissionais. O principal objetivo dessa administração é, especificamente, a marca pessoal. Uma marca pessoal que, de maneira semelhante às tradicionais, implica o posicionamento, diferenciação e valores que uma pessoa projeta e constrói em seu ambiente por meio de suas interações, atos, uso das mídias sociais, etc.